<b>Espécies de Mentha Podem Auxiliar na Redução de Fatores de Risco Vascular em Pacientes Diabéticos

  • Sandra Maria Barbalho Universidade de Marília - UNIMAR; Faculdade de Tecnologia em AlimentosFATEC
  • Flávia Maria Vasques Farinazzi Faculdade de Tecnologia em Alimentos - FATEC/Marília
  • Ellen Landgraff Guiguer Universidade de Marília - MAR
  • Patricia Helena Silva Universidade Metodista de Piracicaba -UNIMEP
  • Vanessa Selis Silva Universidade Metodista de Piracicaba -UNIMEP
  • Marie Oshiiwa aculdade de Tecnologia em Alimentos - FATEC
  • Ricardo Alvares Goulart Faculdade de Medicina de Marília -FAMEMA
Palavras-chave: Diabetes mellitus, Síndrome Metabólica, Glicemia, Mentha piperita, Mentha spicata

Resumo

O uso de plantas medicinais pode auxiliar no tratamento de diabetes e suas complicações. Com base nisto, o objetivo deste trabalho foi investigar o efeito do suco de duas espécies de hortelã no perfil bioquímico, antropométrico e na pressão arterial de pacientes com diabetes mellitus. Participaram deste estudo indivíduos diabéticos (ambos os sexos) divididos em grupo que consumiu suco de mentha. piperita e que consumiu suco de mentha spicata (de 40g folhas/dia). Análises de colesterol total, triacilglicerídeos, LDL-c, HDL-c, TGO, TGP, creatinina, IMC e pressão arterial foram realizadas antes e após 50 dias de tratamento. O grupo tratado com mentha spicata mostrou redução significativa na glicemia após tratamento, colesterol total, LDL-c e na pressão arterial. Também mostrou aumento nos níveis de HDL-c. O grupo tratado com M. piperita mostrou redução significativa nos níveis de colesterol total e LDL-c e aumento de HDL-c. Com base nestes resultados pode-se concluir que as espécies de mentha podem auxiliar na redução de fatores de risco de síndrome metabólica em pacientes diabéticos.

Biografia do Autor

Sandra Maria Barbalho, Universidade de Marília - UNIMAR; Faculdade de Tecnologia em AlimentosFATEC
Drofessora de Bioquímica da Faculdade de Medicina de Marília, da Faculdade de Nutrição e Odontologia da UNIMEP e da Faculdade de Tecnologia em Alimentos de Marília - FATEC.
Flávia Maria Vasques Farinazzi, Faculdade de Tecnologia em Alimentos - FATEC/Marília
Nutricionista; Docente da Faculdade de Tecnologia de Alimentos de Marília – FATEC. E-mail: farinazzimachado@hotmail.com
Ellen Landgraff Guiguer, Universidade de Marília - MAR
Docente no Departamento de Farmacologia e Farmacognosia da Faculdade de Medicina e Ciências da Saúde na Universidade de Marília – UNIMAR. E-mail: elguiguer@gmail.com
Patricia Helena Silva, Universidade Metodista de Piracicaba -UNIMEP
Discente do Curso de Nutrição da Universidade Metodista de Piracicaba. E-mail: patyhelena@hotmail.com
Vanessa Selis Silva, Universidade Metodista de Piracicaba -UNIMEP
Discente do Curso de Nutrição da Universidade Metodista de Piracicaba. E-mail: vanessasellis@hotmail.com
Marie Oshiiwa, aculdade de Tecnologia em Alimentos - FATEC
Docente de Estatística da Faculdade de Tecnologia de Alimentos de Marília – FATEC. E-mail: moshiiwa@terra.com.br
Ricardo Alvares Goulart, Faculdade de Medicina de Marília -FAMEMA
Médico da Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA. E-mail: ricardogoulartmed@hotmail.com
Publicado
2011-09-29
Seção
Artigos Originais