ASPECTOS PSICOLÓGICOS EM INDIVÍDUOS COM SOBREPESO E OBESIDADE

  • Isabela Lamante Scotton Universidade de São Paulo
  • Gabriela Affonso Universidade de São Paulo
  • Rosane Pilot Pessa Universidade de São Paulo
  • Eva Martins Conceição Universidade do Minho
  • Carmem Beatriz Neufeld Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Obesidade, Psicologia, Avaliação

Resumo

Avaliar a presença dos sintomas psicológicos em uma amostra de indivíduos com excesso de peso. Estudo transversal com 184 participantes adultos com sobrepeso e obesidade que procuraram atendimento em um programa multidisciplinar de reeducação alimentar. Os instrumentos utilizados foram as escalas de Beck, a de Compulsão Alimentar Periódica e a de Figura de Silhuetas. O nível médio de depressão, ansiedade e desesperança da amostra foi leve, leve e moderado, respectivamente. As mulheres apresentaram maiores níveis em quase todas as variáveis analisadas. Também foram realizadas análises item a item das escalas de Beck e não foram constatadas diferenças em relação ao sexo, com exceção de um item. Pode-se considerar, portanto, que sintomas de cunho psicológico estão presentes em indivíduos com excesso de peso. Assim, fica clara a importância de considerar os fatores psicológicos na estruturação de intervenções para esta população.

Biografia do Autor

Isabela Lamante Scotton, Universidade de São Paulo
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP-USP) - Departamento de Psicologia. Mestranda pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Cognitivo-Comportamental (LaPICC-USP).
Gabriela Affonso, Universidade de São Paulo
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP-USP) - Departamento de Psicologia. Mestre pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Cognitivo-Comportamental (LaPICC-USP).
Rosane Pilot Pessa, Universidade de São Paulo
Livre-docente da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP-USP)
Eva Martins Conceição, Universidade do Minho
Doutora em Psicologia pela Universidade do Minho, Portugal. Pesquisadora da mesma Universidade.
Carmem Beatriz Neufeld, Universidade de São Paulo
Livre-docente da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP-USP) - Departamento de Psicologia. Coordenadora e fundadora do Laboratório de Pesquisa e Intervenção Cognitivo-Comportamental (LaPICC-USP).

Referências

World Health Organization (WHO) [Homepage na internet] Obesity. [acesso em 27, setembro, 2017]. Disponível em: http://www.who.int/topics/obesity/en/

Oliveira MRM.; Corsini MS, Leite CVS. Obesidade: da pesquisa básica às políticas públicas de prevenção e cuidado. In: Almeida SS, Costa TBM, Laus MF, Straatmann G. Psicobiologia do comportamento alimentar. Rio de Janeiro: Rúbio; 2013. P. 142-173.

Ministério da Saúde (BR). Vigitel Brasil 2014: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasilia: Ministério da Saúde; 2015.

Vargas V. Elementos para pensar a obesidade, a depressão e a ansiedade [Trabalho de Conclusão de Curso]. Ijuí: Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul; 2012.

Errandonea UI. Obesidad y trastornos de alimentación. Revista Médica Clínica Las Condes. 2012; 23(2): 165-171.

Gordon PC, Kaio, GH, Sallet, PC. Aspectos do acompanhamento psiquiátrico de pacientes obesos sob tratamento bariátrico: Revisão. Revista de Psiquiatria Clinica. 2012; 38(4): 148–154.

Henriques S, Cruz D, Basso R, Cleonice Z, Bosa A. Relação entre Apego e Obesidade: Revisão Sistemática da Literatura. Psico. 2015; 46(1): 6–15.

Preiss K, Brennan L, Clarke D. A systematic review of variables associated with the relationship between obesity and depression. Obesity Reviews. 2013; 14(11): 906–918.

Pereira C, Brandão I. Uma Perspetiva da Psicopatologia da Obesidade. Arquivos de Medicina. 2014; 28(5): 152–159.

Brandão I, Fernandes AL, Osório E, Calhau MC, Coelho R. A psychiatric perspective view of bariatric surgery patients. Revista de Psiquiatria Clinica. 2015; 42(5): 122–128.

Weinberger NA, Kersting A, Riedel-Heller SG, Luck-Sikorski C. Body Dissatisfaction in Individuals with Obesity Compared to Normal-Weight Individuals: A Systematic Review and Meta-Analysis. Obesity Facts. 2017; 9(6): 424–441.

Chao HL. Body image change in obese and overweight persons enrolled in weight loss intervention programs: A systematic review and meta-analysis. PLoS ONE. 2015; 10(5): 1–12.

Mendes AA, Ieker ASD, de Castro TF, Avelar A, Nardo Júnior N. Multidisciplinary programs for obesity treatment in Brazil: A systematic review. Revista de Nutrição. 2016; 29(6): 867-884.

Vasques F, Martins FC, Azevedo AP. Aspectos psiquiátricos do tratamento da obesidade. Revista de Psiquiatria Clínica. 2004; 31(4): 195-198.

Lima ACR, Oliveira AB. Fatores psicológicos da obesidade e alguns apontamentos sobre a terapia cognitivo-comportamental. Mudanças-Psicologia da Saúde. 2016; 24(1): 1-14.

Palmeira SC, Garrido M, Maria L, Resumo PS. Factores intervinientes en la adhesión al tratamiento de la obesidad. Ciencia y Enfermería. 2016; 22(1): 11-22.

Bueno JM, Leal FS, Saquy LPL, dos Santos CB, Ribeiro RPP. Educação alimentar na obesidade: Adesão e resultados antropométricos. Revista de Nutrição. 2011; 24(4): 575–584.

Neufeld CB, Affonso G, Moreno AL. PRO-META: Programa Cognitivo-Comprotamental de Educação Alimentar em Grupo. In: Neufeld C. Intervenções e pesquisa em terapia cognitivo-comportamental com indivíduos e grupos. Nova Hamburgo: Synopsys; 2014. P. 44-80.

Cunha JÁ. Manual da versão em português das Escalas Beck. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2001.

Beck AT, Steer RA. Beck Depression Inventory. San Antonio, TX: Psichological Corporation; 1993b.

Beck AT, Steer RA. Beck Anxiety Inventory. San Antonio, TX: Psichological Corporation; 1993a.

Beck AT, Steer RA. Beck Hopelessness Scale. San Antonio, TX: Psichological Corporation; 1993c.

Freitas S, Lopes CS, Coutinho W, Appolinario JC. Tradução e adaptação para o português da Escala de Compulsão Alimentar Periódica. Revista brasileira de psiquiatria. 2001; 23(4): 215-220.

Kakeshita IS, Silva AIP, Zanatta DP, Almeida SS. Construção e fidedignidade teste-reteste de escalas de silhuetas brasileiras para adultos e crianças. Psicologia: Teoria e Pesquisa. 2009; 25(2): 263-270.

Matos MIR, Aranha LS, Faria AN, Ferreira SRG, Bacaltchuck J, Zanella MT. Binge eating disorder, anxiety, depression and body image in grade III obese patients. Revista Brasileira de Psiquiatria. 2002; 24(4): 165-169.

Soares ASB. Qualidade de vida, depressão e ansiedade em indivíduos que procuram tratamento para a obesidade [Dissertação de Mestrado]. Porto: Universidade Fernando Pessoa; 2009.

Tosetto AP, Simeão Júnior CA. Obesidade e sintomas de depressão, ansiedade e desesperança em mulheres sedentárias e não sedentárias. Medicina (Ribeirão Preto). 2008; 41 (4): 497-507.

Silva I, Pais-Ribeiro J, Cardoso H. Cirurgia de Obesidade: qualidade de vida e variáveis psicológicas antes e depois do tratamento cirúrgico. Psicologia: teoria e prática. 2009; 11(2): 196-210.

Porto MCV, Brito IC, Calfa ADF, Amoras M, Villela NB, Araújo LMB. Perfil do obeso classe III do ambulatório de obesidade de um hospital universitário de Salvador, Bahia. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabolismo. 2006; 46(6): 668-673.

Gigante DP, Dias-da-Costa JS, Olinto MTA, Menezes AMB, Macedo S. Obesidade da população adulta de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil e associação com nível socioeconômico. Cadernos de Saúde Pública. 2006; 22(9): 1873-1879.

Sarturi JB, Neves J, Peres KG. Obesidade em adultos: estudo de base populacional num município de pequeno porte no sul do Brasil em 2005. Ciência e Saúde Coletiva. 2010; 15 (1): 105-113.

Dong C, Sanchez LE, Price RA. Relationship of obesity to depression: a family-based study. International Journal of Obesity. 2004; 28(6): 790-795.

Baptista MN, Vargas JF, Baptista ASD. Depressão e qualidade de vida em uma amostra brasileira de obesos mórbidos. Avaliação Psicológica. 2008; 7(2): 235-247

Saueressig MR, Berleze KJ. Análise de influências em dietas de emagrecimento. Psico. 2009; 41 (2): 231-238.

Silvestri E, Stavile A. Aspectos Psicológicos de la obesidad: Importancia de su identificación y abordaje dentro de un enfoque interdisciplinario [Tese de Doutorado] Córdoba: Universidad Autónoma de Favaloro; 2005.

Publicado
2019-08-23
Seção
Artigos Originas - Promoção da Saúde