<b>Amplification-Created Restriction Site (Acrs) Method For The Detection Of The Polymorphism Rs2227306 In The Interleukin 8 Gene And Interethnic Comparison Of Genotype Distribution

  • Aline Cavalcanti Viana Faculdade de Odontologia de Araraquara - FOAr/UNESP
  • Karen Maria de Carvalho Curtis Faculdade de Odontologia de Araraquara - FOAr/UNESP
  • Yeon Jung Kim Faculdade de Odontologia de Araraquara - FOAr/UNESP
  • Silvana Regina Perez Orrico Faculdade de Odontologia de Araraquara - FOAr/UNESP
  • Veridiana S.P. Cano Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara - FCFAr/UNESP
  • Sandro Roberto Valentini Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara - FCFAr/UNESP
  • Raquel Mantuaneli Scarel-Caminaga Faculdade de Odontologia de Araraquara - UNESP
Palavras-chave: ACRS, Ethnic, Interleukin-8, Method, Polymorphism, rs2227306, Etnia, Interleucina-8, Polimorfismo

Resumo

O polimorfismo de base única (SNP - single nucleotide polymorphism) +781(C/T) (rs2227306) no gene interleucina (IL8) tem sido largamente investigado em estudos de associação caso-controle. Diferentes métodos têm sido utilizados para genotipar indivíduos para este SNP, mas eles demandam extensiva otimização das condições de PCR (Polymerase Chain Reaction) ou alto custo de reagentes e equipamentos. O objetivo deste estudo foi desenvolver um método simples e eficiente para detectar o polimorfismo rs2227306 no gene IL8 e também realizar a comparação interétnica da distribuição genotípica em diferentes populações. O método ACRS (The Amplification-Created Restriction Site) foi usado para a genotipagem de 174 indivíduos brasileiros saudáveis (brancos n=148; negros n=26). Observou-se que o presente método foi eficiente, reprodutível e acurado, tendo sido os genótipos confirmados por sequenciamento. O subgrupo de brasileiros brancos mostrou uma distribuição genotípica similar ao HapMap CEU europeus (p=0,49), mas foi diferente da população alemã, PGA afro-americano e HapMap africanos subsaarianos (p<0,05). A distribuição genotípica em negros brasileiros foi similar àquela reportada por PGA afro-americano (p=0,635), porém foi diferente dos africanos subsaarianos, HapMap-CEU europeus e alemães. A comparação interétnica demonstrou que a população que carregava o alelo T em maior frequência foi a dos alemães (45,7%), a dos africanos subsaarianos, em menor frequência (6,7%). A população brasileira que é etnicamente miscigenada mostrou uma frequência intermediária do alelo T. Concluiu-se que este método ACRS para genotipagem do SNP rs2227306 no gene IL8 foi muito acurada, simples e conveniente para laboratórios com tecnologia limitada. Acredita-se que esta técnica é útil para genotipagem em estudos de associação caso-controle e genética de populações.

Biografia do Autor

Aline Cavalcanti Viana, Faculdade de Odontologia de Araraquara - FOAr/UNESP
Dentist; Msc. in Periodontology; Department of Oral Diagnosis and Surgery, School of Dentistry at Araraquara, UNESP - São Paulo State University, Araraquara, SP, Brazil. E-mail: dentistaaline@yahoo.com
Karen Maria de Carvalho Curtis, Faculdade de Odontologia de Araraquara - FOAr/UNESP
Biologist; Department of Morphology, School of Dentistry at Araraquara, UNESP - São Paulo State University, Araraquara, SP, Brazil. E-mail: karcurtis@iq.unesp.br
Yeon Jung Kim, Faculdade de Odontologia de Araraquara - FOAr/UNESP
Dentist; Msc in Periodontology; Department of Oral Diagnosis and Surgery, School of Dentistry at Araraquara, UNESP - São Paulo State University, Araraquara, SP, Brazil. E-mail: yeon_jungkim@yahoo.com.br
Silvana Regina Perez Orrico, Faculdade de Odontologia de Araraquara - FOAr/UNESP
Dentist; PhD in Periodontology; Professor, Department of Oral Diagnosis and Surgery, School of Dentistry at Araraquara, UNESP - São Paulo State University, Araraquara, SP, Brazil. E-mail: s_orrico@foar.unesp.br
Veridiana S.P. Cano, Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara - FCFAr/UNESP
Pharmaceutic; PhD in Biotechnology, Department of Biological Sciences, School of Pharmaceutical Sciences, UNESP – São Paulo State University, Araraquara, SP, Brazil. E-mail: canovsp@fcfar.unesp.br
Sandro Roberto Valentini, Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara - FCFAr/UNESP
Pharmaceutic; PhD in Biochemistry; Professor, Department of Biological Sciences, School of Pharmaceutical Sciences, UNESP – São Paulo State University, Araraquara, SP, Brazil. E-mail: valentsr@fcfar.unesp.br
Raquel Mantuaneli Scarel-Caminaga, Faculdade de Odontologia de Araraquara - UNESP
Biologist; PhD in Buco-Dental Biology, Professor, Department of Morphology, School of Dentistry at Araraquara, UNESP - São Paulo State University, Araraquara, SP, Brazil. E-mail: raquel@foar.unesp.br
Publicado
2009-06-08
Seção
Artigos Originais