Influência de fatores de risco na mortalidade por doenças infecciosas e parasitárias

Márcio Pioli, Regina Helena Pires, Salvador Boccaletti Ramos, Carlos Henrique Martins, Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido, José Eduardo Zaia

Resumo


O Brasil tem grande extensão e características socioeconômicas, demográficas e culturais distintas. Sendo assim, em algumas regiões, as doenças infecciosas e parasitárias (DIPs) ainda fazem parte do cotidiano da população. Desse modo, objetivou-se avaliar se as DIPs, nos municípios que constituem a Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Alfenas (MG), têm relação com fatores de risco selecionados. Trata-se de um estudo transversal de base populacional, de caráter descritivo e abordagem quantitativa, utilizando-se dados secundários obtidos no censo demográfico (2010) e empregando-se a análise de correlação de Pearson. Todos os indicadores de saúde e educação estudados, correlacionaram-se significativamente com a mortalidade por DIPs. O sistema de abastecimento de água por rede geral de distribuição, juntamente com o número de esgotamento sanitário por rede geral de esgoto ou pluvial, foram as variáveis dos indicadores de saneamento básico que demonstraram os mais elevados índices de correlação. Dentre os indicadores relativos à economia, o rendimento nominal mensal até ¼ de salário mínimo ou sem rendimento mensal influenciaram significativamente a mortalidade por DIPs e, entre os indicadores de mortalidade infantil, somente o número de nascidos com peso inferior a 2500g demonstrou relação com as DIPs. Os resultados mostraram que as condições ambientais e de saneamento assim como as condições socioeconômicas dos residentes nos domicílios servidos por esses bens, aliadas à divulgação de medidas básicas de higiene pessoal, doméstica e comunitária impactam na saúde da população, refletindo na morbidade e mortalidade por enfermidades de diferentes etiologias, incluindo-se às DIPs. Dessa maneira, o conhecimento da prevalência e das principais variáveis associadas pode fornecer subsídio para dimensão do problema, planejamento e implementação de ações de promoção à saúde e à prevenção de agravos do processo saúde-doença.

Palavras-chave


Doenças Transmissíveis; Saúde Pública; Fatores de Risco; Mortalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1983-1870.2016v9n3p491-498

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1983-1870 Impressa
ISSN 2176-9206 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.