AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DE BETERRABAS ORGÂNICAS NÃO CONFORMES À COMERCIALIZAÇÃO NA PRODUÇÃO DE FARINHAS: MODELO DE SUSTENTABILIDADE PARA AGROINDÚSTRIA FAMILIAR RURAL, RS, BRASIL

  • Claimeri Pasa UNISC Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Patrícia Braga Lovatto Universidade Federal de Pelotas - UFPEL
  • Michele Hoeltz UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Bruno Engel UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Ana Lúcia Becker Rohlfes UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Eduardo Alcayaga Lobo UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul
Palavras-chave: Agroindústria familiar rural, Reaproveitamento de alimentos, Valor nutricional.

Resumo

Considerando a quantidade de vegetais não conformes à comercialização desperdiçados em entrepostos e feiras livres, configurando perdas nutricionais e de renda, bem como a destinação final inadequada no ambiente, a pesquisa objetivou avaliar a eficiência da reutilização da beterraba orgânica não conforme na produção de farinha. Realizou-se a análise da composição centesimal da beterraba conforme e não conforme, para tempos de secagem (2h, 5h, 7h e 9h), a 75 ºC. O tempo de 2h resultou o mais adequado, considerando os custos para uma agroindústria familiar, tendo apresentado valores de umidade conforme os padrões. Houve um aumento nos teores de fibras, proteínas e cinzas, caracterizando uma farinha de alto valor nutritivo. A análise da palatabilidade da massa com 25% de farinha de beterraba não conforme, adicionada à farinha de trigo, revelou um elevado grau de aceitabilidade. A reutilização de resíduos vegetais orgânicos não conformes pode se tornar uma fonte de renda, além de contribuir para sustentabilidade.

Biografia do Autor

Claimeri Pasa, UNISC Universidade de Santa Cruz do Sul
Tecnóloga em Agricultura Familiar e Sustentabilidade, Especialista em Educação Ambiental e Mestre em Tecnologia Ambiental/UNISC
Patrícia Braga Lovatto, Universidade Federal de Pelotas - UFPEL
Pesquisadora do PPG em Sistemas de Produção Agrícola Familiar da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) DocFix FAPERGES/CAPES
Michele Hoeltz, UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul
Pesquisadora do PPG-MTA/UNISC
Bruno Engel, UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul
Aluno do Curso de Química e Física/UNISC
Ana Lúcia Becker Rohlfes, UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul
Pesquisadora do Departamento de Química Industrial/UNISC
Eduardo Alcayaga Lobo, UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul
Pesquisador do MTA/UNISC. Orientador.
Publicado
2017-04-07
Seção
Meio Ambiente