Ocorrência de fungos e qualidade fisiológica de sementes de algodoeiro produzidas na Paraíba, Brasil

Palavras-chave: Germinação, Gossypium hirsutum, Patologia de sementes

Resumo

A realização de teste de sanidade em sementes antes do plantio pode evitar a introdução de fitopatógenos em áreas isentas, fornece informações para produtores, programas de certificação, serviços de vigilância vegetal, tratamento de sementes e melhoramento de plantas. Objetivou-se com esse trabalho avaliar a qualidade sanitária e fisiológica de sementes de algodoeiro oriundas de diferentes áreas produtoras da Paraíba. Foram utilizadas sementes de diferentes cultivares de algodoeiro com o seu respectivo município produtor: Rubi (Juarez Távora; PB), Topázio (Juarez Távora; PB), Topázio (Remígio; PB), Aroeira (Remígio; PB), BRS 286 (Alagoinha; PB) e sementes de algodoeiro Mocó (Casserengue; PB, Sumé; PB, Quixaba; PB, São Mamede; PB e Remígio; PB). A detecção dos fungos nas sementes foi através incubação das mesmas em substrato de papel filtro “blotter test”. Para a qualidade fisiológica, avaliou-se a germinação, primeira contagem de germinação, índice de velocidade de germinação, comprimento da parte aérea e raiz, massa seca da parte aérea e raiz. Foram identificados 25 gêneros fúngicos associados às sementes de algodoeiro: Alternaria sp., Aspergillus spp., A. flavus, A. niger, Botryodiplodia sp., Botrytis sp., Cercospora sp., Chaetomium sp., Cladosporium sp., Colletotrichum sp., Curvularia sp., Fusarium sp., Helmithosporium sp., Monilia sp., Neorospora crassa, Nigrospora sp., Penicillium spp., Periconia sp., Phoma sp., Pytomices sp., Rhizoctonia sp., Rhizopus sp., Sclerotinia sp., Trichoderma sp. e Verticillium sp. As sementes da cultivar BRS 286 demonstraram melhor qualidade sanitária e fisiológica. As sementes dos lotes de algodoeiro Mocó oriundos de Sumé e São Mamede apresentaram maior incidência de fungos e menor qualidade fisiológica.

Biografia do Autor

Otilia Ricardo de Farias, Universidade Federal da Paraíba - UFPB
Doutora em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Areia (PB), Brasil.
José Manoel Ferreira de Lima Cruz, Universidade Federal da Paraíba - UFPB
Mestre em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Areia (PB), Brasil.
Rommel dos Santos Siqueira Gomes, Universidade Federal da Paraíba - UFPB
Doutor em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Areia (PB), Brasil.
Luciana Cordeiro do Nascimento, Universidade Federal da Paraíba - UFPB
Professora Titular do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Areia (PB), Brasil.
Riselane de Lucena Alcântara Bruno, Universidade Federal da Paraíba - UFPB
Professora Titular do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Areia (PB), Brasil.
Nair Helena de Castro Arriel, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Algodão
Pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Algodão, Campina Grande (PB), Brasil.

Referências

ABRAPA - Associação Brasileira dos Produtores de Algodão. Estatísticas: o algodão no Brasil. 2021. Disponível em: https://www.abrapa.com.br. Acesso em: dez. 2021.

ARAÚJO, D. V.; MACHADO, J. C.; PEDROZO, R.; FENNING, L. H.; KAWASAKI, V. H.; NETO, A. M.; PIZATTO, J. A. Transmission and effects of Fusarium oxysporum f. sp. vasinfectum on cotton seeds. African Journal of Agricultural, v. 11, n. 20, p. 1815-1823, abr./mai. 2016. DOI: https://doi.org/10.5897/AJAR2015.10706

BELTRÃO, N. E. M.; SILVA, C. A. D.; BASTOS, C. S.; SUINAGA, F. A.; ARRIEL, N. H. C.; RAMALHO, F. S. Algodão agroecológico: opção de agronegócio para o semiárido do Brasil. Campina Grande: Embrapa Algodão, 62p. (Embrapa Algodão. Documentos, 222). 2009.

BRASIL. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Secretaria Nacional de Defesa Agropecuária. Brasília: MAPA/ACS. 395p. 2009.

CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 5. ed. Jaboticabal: Funep, 590p. 2012.

CHALAM, V. C.; DEEPIKA, D. D.; ABHISHEK, G. J.; MAURYA, A. K. Major Seed-Borne Diseases of Agricultural Crops: International Trade of Agricultural Products and Role of Quarantine. In: KUMAR, R.; GUPTA, A. Seed-Borne Diseases of Agricultural Crops: Detection, Diagnosis & Management, Springer, Singapore, 2020. p. 25-61.

CIA, E.; SALGADO, C. L. Doenças do algodoeiro (Gossypium spp.). In: AMORIM, L.; BERGAMIN FILHO, A.; CAMARGO, L. E. A.; REZENDE, J. A. M. (ed.). Manual de Fitopatologia: doenças das plantas cultivadas. 5. ed. São Paulo: Agronômica Ceres, 2016. v. 2, p. 41-51.

COÊLHO, J. D. Produção de algodão. Caderno Sentorial ETENE, v. 3, n. 56, 2019.

CONAB - Companhia nacional de abastecimento. Cronograma de divulgação de safras. 2021. Disponível em: https://www.conab.gov.br/ultimas-noticias/3773-divulgado-calendario-dos-levantamentos-das-safras-agricolas. Acesso em: dez. 2021.

DAPONT, E. C.; SILVA, J. B.; SOUZA, L. M. S.; CARVALHO, M. A. C.; ALVES, C. Z. Qualidade sanitária de sementes de maçaranduba. Revista de Ciências Agroambientais, Alta Floresta, v. 11, n. 2, p. 173-176, 2013.

DAVIS, R. M.; COLYER, P. D.; ROTHROCK, C. S.; KOCHMAN, J. K. Fusarium wilt of cotton: population diversity and implications for management. Plant Disease, v. 90, n. 6, p. 692-703, fev. 2006. DOI: https://doi.org/10.1094/PD-90-0692

FANTAZZINI, T. B.; GUIMARÃES, R. M.; CLEMENTE, A. C. S.; CARVALHO, E. R.; MACHADO, J. C. Fusarium verticillioides inoculum potential and its relation with the physiological stored corn seeds quality. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 32, n. 5, p. 1254-1262, set./out. 2016. DOI: https://doi.org/10.14393/BJ-v32n5a2016-33056

FARIAS, O. R.; NASCIMENTO, L. C.; CRUZ, J. M. L.; SILVA, H. A. O.; OLIVEIRA, M. D. M.; BRUNO, R. L. A.; ARRIEL, N. H. C. Biocontrol Potential of Trichoderma and Bacillus Species on Fusarium oxysporum f. sp vasinfectum. Journal of Experimental Agriculture International, v. 34, p. 1-11, abr. 2019. DOI: 10.9734/jeai/2019/v34i130166

FLÁVIO, N. S. D. S.; SALES, N. D. L. P.; AQUINO, C. F.; SOARES, E. P. S.; AQUINO, L. F. S.; CATÃO, H. C. R. M. Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de sorgo tratadas com extratos aquosos e óleos essenciais. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 3, v. 35, n. 1, p. 7-20, jan./fev. 2014. DOI: 10.5433/1679-0359.2014v35n1p7

JULIATTI, F. C.; JUNIOR, R. D. B.; MARTINS, J. A. S. Qualidade fisiológica e sanitária de sementes de algodoeiro produzidas nas regiões do Triângulo Mineiro e sul de Goiás. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 27, n. 1, p. 24-31, jan./fev. 2011. DOI: https://doi.org/10.17801/0101-3122/rbs.v22n2p94-101

LAUXEN, L. R.; VILLELA, F. A.; SOARES, R. C. Desempenho de sementes tratadas com tiametoxan. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 32, n. 3, p. 61-068, set./dez., 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-31222010000300007

LOPES, K. P.; BRUNO, R. D. A.; COSTA, R. D.; BRUNO, G. B.; ROCHA, M. D. S. Efeito do beneficiamento na qualidade fisiológica e sanitária de sementes do algodoeiro herbáceo. Revista Brasileira de Engenharia Ambiental, Campina Grande, v. 10, n. 2, p. 426-435, abr./jun., 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-43662006000200025

MACÊDO, J. A.; CASTELLANI, M. A.; SANTOS, F. D. A. R.; OLIVEIRA, P. P.; MALUF, R. P. Fontes alternativas de pólen utilizadas pelo bicudo-do-algodoeiro em duas Regiões produtoras de algodão na Bahia. Revista Caatinga, Mossoró, v. 28, n. 3, p. 255-262, jul./set. 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-21252015v28n329rc

MACHADO, J. C. Patologia de Sementes: Significado e Atribuições. In: CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: Ciências, Tecnologia e Produção. Jaboticabal: Funep, 2012. p. 524-582.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination aid in selection and evaluation of seedling emergence and vigor. Crop Science, v. 2, n. 1, p. 176-177, mar. 1962. DOI: https://doi.org/10.2135/cropsci1962.0011183X000200020033x

MARCOS FILHO, J. Fisiologia de Sementes de Plantas Cultivadas. Piracicaba: Fealq, 2005. 495p.

MAYRINCK, L. G.; LIMA, J. M. E.; GUIMARÃES, G. C.; NUNES, C. A.; OLIVEIRA, J. A. Use of near infrared spectroscopy in cotton seeds physiological quality evaluation. Journal of Seed Science, v. 42, e202042016, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2317-1545v42227169

NUNES, J. R. G.; MENEZES, N. L.; CARGNELUTTI FILHO, A. Qualidade fisiológica de sementes de sorgo silageiro submetidas a diferentes sequências de beneficiamento. Revista Pesquisa Agropecuária Gaúcha, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p. 21-28, 2009.

PAIVA, C. T. C.; SILVA, J. B.; DAPONT, E. C.; ALVES, C. Z.; CARVALHO, M. A. C. Qualidade fisiológica e sanitária de sementes comerciais de alface e repolho. Revista de Ciências Agroambientais, Alta Floresta, v. 14, n. 1, p. 53-59, 2016. DOI: https://doi.org/10.5327/rcaa.v14i1.1410

QUEIROGA, V. P.; RIBEIRO, O. R.; BEZERRA, J. R. C.; GALDINO, P. O. Influência do tempo de deslintamento com ácido sulfúrico sobre a qualidade fisiológica da semente de algodão herbáceo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ALGODÃO, 2001, Campo Grande. Anais [...] Campo Grande: Embrapa. 2001. p. 1078-1080.

R CORE TEAM. R. A language and environment for statistical computing. Vienna: R Foundation for Statistical Computing, 2018.

REVERBERI, M.; RICELLI, A.; ZLALIC, S.; FABBRI, A. A.; FANELLI, C. Natural functions of mycotoxins and control of their biosynthesis in fungi. Applied Microbiology and Biotechnology, v. 87, n. 3, p. 899-911, mai./jul. 2010. DOI: https://doi.org/10.1007/s00253-010-2657-5

RUIZ FILHO, R. R.; SANTOS, A. F.; MEDEIROS, A. C. S.; JACCOUD, D. O. S. Fungos associados às sementes de cedro. Summa Phytopathologica, Botucatu, v. 30, n. 4, p. 494-496, 2004.

SAJEESH, P. K.; RAO, M. S. L.; JAHAGIRDAR, S. Molecular detection, transmission and histopathological studies of seed-borne fungal infection of soybean (Glycine max L. Merrill). The Bioscan (Supplement on Plant Pathology), n. 9, v. 1, p. 247-251, 2014.

SEIFERT, K.; MORGAN-JONES, G.; GAMS, W.; KENDRICK, B. The genera of Hyphomycetes. CBS-KNAW Fungal Biodiversity Centre, Utrecht, 2011. 866p.

SILVA, J. C. D.; ALBUQUERQUE, M. C.; MENDONÇA, E. A. F. D.; KIM, M. E. Desempenho de sementes de algodão após o processamento e armazenamento. Revista Brasileira de Sementes, Pelotas, v. 28, n. 1, p. 79-85, abr. 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-31222006000100011

SOUSA, T. P.; NASCIMENTO, I. O.; MAIA, C. B.; MORAIS, J.; BEZERRA, G. A.; BEZERRA, J. W. T. Incidência de fungos associados a sementes de soja transgênica variedade BRS Valiosa. Agroecossistemas, Pará, v. 3, n. 1, p. 52-56, 2011. DOI: http://dx.doi.org/10.18542/ragros.v3i1.1370

SUASSUNA, N. D.; COUTINHO, W. M. Manejo das principais doenças do algodoeiro no cerrado brasileiro. In: FREIRE, E. C. Algodão no cerrado brasileiro. 2. ed. rev. e ampl. Aparecida de Goiânia: Mundial, 2011. p. 567-612.

Publicado
2022-03-31