<b>Câncer de Colo Uterino: Desenvolvimento, Diagnóstico, Tratamento e Marcadores Moleculares

  • Ayla Carolina de Almeida UNICESUMAR - Centro Universitário Cesumar
  • Karen Brajão de Oliveira Universidade Estadual de Londrina - UEL
Palavras-chave: Câncer de Colo Uterino, HPV, Marcadores Moleculares.

Resumo

Atualmente o câncer cérvico-uterino é o segundo câncer com maior incidência no mundo. No Brasil, estima-se em torno de 17.540 casos novos todos os anos, sendo 17 casos a cada 100 mil mulheres. Os vírus HPV são encontrados em cerca de 90% dos casos de câncer de cérvice uterino, mostrando que é de extrema importância considerar a presença do vírus em pacientes que desenvolvam o câncer no colo do útero. O exame de Papanicolaou tem sido utilizado como principal ferramenta para o rastreamento e diagnóstico de casos de câncer de colo uterino, mas outras metodologias também podem ser utilizadas, como a colposcopia, Imunohistoquimica, hibridização in situ, captura híbrida, PCR e Southern Blot. Auxiliando no diagnóstico do câncer, existem os marcadores moleculares, que devem ser capazes de distinguir lesões de alto e baixo grau e também de avaliar o risco de progressão e as chances de regressão. Entre os marcadores já detectados, encontra-se a proteína p53, o MIB-1, MYC, HSP40, HSP60, HSP70 e atualmente, o ProEx C que segundo estudos, seria comparado com a p16, que é o marcador mais utilizado na rotina. O tratamento baseia-se em técnicas cirúrgicas, radioterapia, uso de antivirais e outros agentes, como interferons. Com o câncer de colo uterino em evidência, o objetivo desse estudo foi buscar os principais tópicos relacionados a essa doença, como seu desenvolvimento, diagnóstico, tratamento e os marcadores moleculares, que facilitam o diagnóstico, acompanhamento clínico e o tratamento desse tipo de câncer.

Biografia do Autor

Ayla Carolina de Almeida, UNICESUMAR - Centro Universitário Cesumar
Pós-graduanda em Diagnóstico Molecular pelo Centro Universitário Cesumar - UNICESUMAR
Karen Brajão de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina - UEL
Doutora e Docente no Departamento de Ciências Patológicas – CCB da Universidade Estadual de Londrina – UEL, Londrina - PR.
Publicado
2014-03-11
Seção
Artigos de Revisão