<b>Conhecimentos Sobre Plantas Medicinais Entre Estudantes do Instituto Federal Goiano - Câmpus Urutaí, GO

  • Illana Reis Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Urutaí
  • Guilherme Malafaia Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Urutaí
Palavras-chave: Conhecimento Etnobotânico, Uso de Espécie do Cerrado, Fitoterapia

Resumo

O Brasil é o país com maior biodiversidade do planeta e as plantas medicinais fazem parte dessa enorme variedade. Esses vegetais são frequentemente utilizados por populações tradicionais e seu uso vem crescendo no Brasil e no mundo. Nesse sentido, há muitos estudos etnobotânicos que resgatam e valorizam o uso dessas plantas. O presente estudo objetivou avaliar o conhecimento e o uso de plantas medicinais entre os estudantes do Instituto Federal Goiano (IF Goiano) – Câmpus Urutaí. Participaram do estudo 224 estudantes regularmente matriculados nos diferentes cursos superiores, que responderam a um questionário (autoaplicado) com questões objetivas e discursivas. Verificou-se que a maioria dos participantes (65,7%) possui algum conhecimento sobre plantas medicinais, sendo que 62,2% afirmaram que esse conhecimento é proveniente de pais e outros familiares. A planta medicinal mais citada entre os estudantes foi o boldo (66 citações). Conclui-se, portanto, que esses estudantes possuem conhecimento acerca de plantas medicinais e que grande parte dos vegetais citados são cultivados no Brasil e/ou introduzidas no país, sendo utilizados para problemas respiratórios e digestórios.

Biografia do Autor

Illana Reis Pereira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Urutaí
Graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pelo Instituto Federal Goiano - IF Goiano, Câmpus Urutaí, Brasil.
Guilherme Malafaia, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Urutaí
Docente do Departamento de Ciências Biológicas do Instituto Federal Goiano - IF Goiano, Câmpus Urutaí, Brasil; Pesquisador do Núcleo de Pesquisa em Ciências Ambientais e Biológicas.
Publicado
2014-08-18
Seção
Artigos Originais