<b>Eletroterapia Não-Invasiva no Processo de Reparação Óssea em Diferentes Períodos Pós-Fratura: Estudo Experimental em Ratos da Linhagem Wistar

  • Sônia Maria Marques Gomes Bertolini Cesumar
  • Deisy Carla Cararo Cesumar
  • Priscila Daniele de Oliveira Cesumar
  • Priscilla da Costa Martins
Palavras-chave: Eletroestimulação, Fratura, Osteogênese, Electro-stimulation, Fracture, Osteogenesis.

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar a eficácia da aplicação da corrente elétrica não-invasiva na osteogênese da tíbia de ratos em diferentes períodos pós-fratura. Foram utilizados 30 Rattus navergicus albinus, variedade Wistar, machos, inicialmente distribuídos em dois grupos de 15 animais e cada grupo foi subdividido em três subgrupos contendo cinco animais. Foi induzida uma fratura em nível da diáfise da tíbia esquerda de todos animais. Os animais do grupo-experimental, após três dias, foram submetidos à eletroestimulação (corrente galvânica). A aplicação da corrente elétrica teve duração de 20 min, estendendo-se por duas, quatro e seis semanas. Os animais foram radiografados após a lesão óssea e no final do experimento. Ao término do experimento, os animais foram sacrificados e procedeu-se ao tratamento histológico. Os resultados da análise histológica mostraram que todos animais do grupo-experimental, sacrificados na 2ª e 4ª semanas (fase colágena e osteogênica, respectivamente), apresentavam um estágio mais avançado no processo de reparo ósseo, quando comparados aos animais do grupo-controle. Já nos animais sacrificados na 6ª semana em relação ao grupo-tratado, o local da lesão não revelou diferença estrutural no osso neoformado (fase de remodelação óssea). É possível concluir que a corrente elétrica direta não-invasiva influencia na neoformação óssea, desde a fase fibroblástica, passando pela fase de colágeno até a fase osteogênica, acelerando o preenchimento ósseo em ratos submetidos à lesão de tíbia.

Biografia do Autor

Sônia Maria Marques Gomes Bertolini, Cesumar
Docente doutora do Departamento de Fisioterapia do Centro Universitário de Maringá - CESUMAR e da Universidade Estadual de Maringá - UEM.
Deisy Carla Cararo, Cesumar
Acadêmica do curso de Fisioterapiado Centro Universitário de Maringá-CESUMAR.
Priscila Daniele de Oliveira, Cesumar
Acadêmica do curso de Fisioterapia do Centro Universitário de Maringá-CESUMAR.
Priscilla da Costa Martins
Fisioterapeuta pelo Centro Universitário de Maringá-CESUMAR.
Publicado
2008-06-27
Seção
Artigos Originais