<b>Citotoxicidade do Peróxido de Carbamida em Células Meristemáticas de Raiz de Allium cepa L. - Potencial Citotóxico de Substâncias Químicas

  • Ana Paula Perón Faculdade de Apucarana - FAP
  • Fabiano Gaspar Camilloto Faculdade de Apucarana - FAP
  • Verônica Elisa Pimenta Vicentini
Palavras-chave: Peróxido de carbamida, Citotoxicidade, Células meristemáticas de raiz de Allium cepa, Carbamide peroxide, Cytotoxic, Roots of Allium cepa Meristematic Cells.

Resumo

No campo das investigações farmacológicas é importante avaliar o potencial genotóxico e/ou carcinogênico de substâncias químicas. Essas avaliações são necessárias para aumentar a segurança da população que faz uso desses compostos. Este trabalho teve por objetivo fazer uma avaliação citogenética do clareador dental peróxido de carbamida, em células meristemáticas de raiz de Allium cepa, analisando-o em três concentrações: [1]: 10%, [2]: 20% e [3]: 35% (grupo-tratamento- TR). Para esta avaliação foram estabelecidos três grupos: CO (0h), TR (24h) e RE (24h). Foram analisadas 5.000 células por grupo para o cálculo do índice mitótico médio de cada grupo, e a análise estatística foi feita pelo teste do Qui-quadrado. A partir dos resultados obtidos, verificou-se que as concentrações testadas do peróxido de carbamida não causaram ação citotóxica estatisticamente significativa nem alterações cromossômicas no sistema teste utilizado.

Biografia do Autor

Ana Paula Perón, Faculdade de Apucarana - FAP
Docente Mestre do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Apucarana - FAP. E-mail: anpapegenpes@hotmail.com; ana.peron@fap.com.br
Fabiano Gaspar Camilloto, Faculdade de Apucarana - FAP
Biólogo do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Apucarana - FAP. E-mail: zuzumara@bol.com.br
Verônica Elisa Pimenta Vicentini
Docente Doutora do Departamento de Biologia Celular e Genética da Universidade Estadual de Maringá - UEM. E-mail: arbvepv@wnet.com.br
Publicado
2009-03-20
Seção
Artigos Originais