<b>Diabete Melito Pós-Transplante em Receptores de Transplante Renal

  • Luís Alberto Batista Peres Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Renalclin Oeste
  • Hi Kyung Ann Renalclin Oeste
  • Maurício Camargo Renalclin Oeste
  • Noris Rohde Renalclin Oeste
  • Vanessa Uscocovich Renalclin Oeste
  • Rubia Bethania Biela Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Palavras-chave: Diabete melito, Transplante renal, Rim, Diabetes Mellitus, Renal Transplantation, Kidney.

Resumo

O diabete melito pós-transplante (DMPT) é uma complicação relativamente comum e sua ocorrência está relacionada principalmente ao uso de imunossupressores. Avaliar a incidência de diabete melito após o transplante renal na região Oeste do Estado do Paraná. Estudamos retrospectivamente os prontuários de todos os pacientes submetidos à transplante renal em Cascavel-PR. Foram realizados 256 transplantes no período de 14/09/1985 a 30/04/2008, sendo 58 com doador falecido e 198 com doador vivo. Foram registrados: idade, sexo, raça, data do transplante, compatibilidade HLA, tipo de doador, doença básica, tempo de diálise, modalidade dialítica, tempo de isquemia, presença ou não de rejeição aguda, presença ou não de necrose tubular aguda, tipo de imunossupressão, evolução para óbito e complicações, incluindo o DM pós-transplante. Os dados foram armazenados em banco de dados do programa Microsoft Excel, e foram calculadas as médias das variáveis contínuas e as freqüências relativas. Foram excluídos 14 pacientes que apresentavam DM antes do transplante renal. Foi calculada a incidência de DM pós-transplante. DM pós-transplante foi diagnosticado em 19 (7,9%) pacientes com média de idade de 40,5 ± 14,1 anos, 52,6% foram do sexo masculino, 89,5% da raça branca e o tempo de seguimento foi de 123,8 ± 82,7 meses. O tempo médio de diálise foi 21,3 ± 16,9 meses. Os doadores foram haploidênticos em 49,2% dos casos, idênticos em 28,1% e falecidos em 22,7%. Não houve retransplante. A incidência de DM pós-transplante renal em nosso estudo foi baixa quando comparada com a literatura.

Biografia do Autor

Luís Alberto Batista Peres, Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Renalclin Oeste
Professor Adjunto da disciplina de Nefrologia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE e Nefrologista da Renalclin Oeste
Hi Kyung Ann, Renalclin Oeste
Nefrologista da Renalclin Oeste
Maurício Camargo, Renalclin Oeste
Nefrologista da Renalclin Oeste
Noris Rohde, Renalclin Oeste
Nefrologista da Renalclin Oeste
Vanessa Uscocovich, Renalclin Oeste
Nefrologista da Renalclin Oeste
Rubia Bethania Biela, Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Acadêmica do Curso de Medicina da UNIOESTE
Publicado
2009-03-20
Seção
Artigos Originais