Ações para reduzir o risco de infecções relacionados à assistência à saúde

Palavras-chave: Higiene das mãos, Infecção hospitalar, Inovação, Segurança do paciente

Resumo

Identificar as ações realizadas pela equipe de SCIH e Gestão da Qualidade para alcançar a meta redução do risco de infecções relacionadas à assistência à saúde. Pesquisa qualitativa, exploratória e descritiva, realizada em duas instituições hospitalares. Houve triangulação de dados com entrevistas, observação e análise documental. Para a análise dos dados utilizou-se a análise de conteúdo. As ações mais realizadas foram educação permanente, identificação e correções de problemas em procedimentos, busca ativa, vigilância e higienização das mãos. Foi possível identificar a ocorrência de eventos adversos. A comunicação e os problemas estruturais aparecem como dificultadores no alcance da meta. As ações identificadas foram práticas tradicionais e muitas vezes ineficientes. A prevenção e o controle de infecções ainda são desafios para as instituições de saúde. Há necessidade de adoção de estratégias inovadoras para alcançar a meta de redução do risco de infecção relacionada à assistência à saúde.

Biografia do Autor

Andréia Guerra Siman, Universidade Federal de Viçosa - UFV
Doutora em Enfermagem, pela Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais, Docente adjunto I do Departamento da Enfermagem e Medicina da Universidade Federal de Viçosa - UFV, Minas Gerais, Brasil.
Cynara Christine Ferreira Dutra, Universidade Federal de Viçosa - UFV
Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Viçosa - UFV, Viçosa, Minas Gerais (MG), Brasil.
Marilane de Oliveira Fani Amaro, Universidade Federal de Viçosa - UFV
Doutora. Professora Adjunta no Departamento de Medicina e Enfermagem. Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, Minas Gerais (MG), Brasil.
Simone Graziele Silva Cunha, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Doutoranda em Enfermagem na Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Belo Horizonte, Minas Gerais (MG), Brasil.
Fernanda Batista Oliveira Santos, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta Universidade Federal de Minas Gerais. Departamento de enfermagem Aplicada. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria n. 529, de 1º de abril de 2013. Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Brasília; 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html

Aguiar LL, Guedes MVC, Oliveira RM, Leitão IMTA, Pennafort VPS, Barros AA. Enfermagem e metas internacionais de segurança: avaliação em hemodiálise. Cogitare Enferm. [Internet]. 2017 [acesso em 2020 Jan 1]; 3(22): e45609. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/45609/pdf

Oliveira JLC, Magalhães AMM, Bernardes A, Haddad MCFL, Wolff LDG, Marcon SS et al. Influence of hospital Accreditation on professional satisfaction of the nursing team: mixed method study. Rev Latino-Am Enfermage0m. [Internet]. 2019 [acesso em 2020 Jan 1]; 27: e3109. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692019000100310&tlng=en

Oliveira AC, Pinto SA. Patient participation in hand hygiene among health professionals. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2018 [acesso em 2020 Jan 1]; 71(2):259-64. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0124

Belela-Anacleto ASC, Peterlini MAS, Pedreira MLG. Hand hygiene as a caring practice: a reflection on professional responsibility. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2017 [acesso em 2020 Jan 1]; 70(2): 442-5. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0189.

Souza ES, Belei RA, Carrilho CMDM, Matsuo T, Yamada- Ogatta SF, Andrade G, et al. Mortalidade e riscos associados a infecção relacionada à assistência à saúde. Texto-contexto Enferm. [Internet].2015 [acesso em 2020 Jan 1]; 24(1):220-8. Disponível em: 10.1590/0104-07072015002940013.

Figueiró AC, Santos MA, Kabad J, Cruz MM, Hartz Z. Avaliação da Rede Programa de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Saúde Pública - Teias: inovação e produtos em questão. Saúde debate. [Internet]. 2017 [acesso em 2020 Jan 1]; 41 (esp): 290-301. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0103-11042017s21.

Tartare E, Piers D, Bellissimo-Rodrigues F, Kraker M, Borzykowski TH, Allegranzi B, et al. The global hand-sanitizing relay: promoting hand higyene through innovation. J Hosp Infect [Internet]. 2017 [acesso em 2020 Jan 1]; 95(2):189-93. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28081910

Ferreira LL, Azevedo LMN, Salvador PTCO, Morais SHM, Paiva RM, Santos VEP. Cuidado de enfermagem nas infecções relacionadas à assistência à saúde: scoping review. Rev Bras Enferm [Internet]. 2019;72(2):498-505. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0418

Minayo MCS, Deslandes SF, Gomes R. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 34.ed., Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2011.

Magdalena Hoffmann, Gerald Sendlhofer, Gudrun Pregartner, Veronika Gombotz. Christa Tax, Renate Zierler et al. Interventions to increase hand hygiene compliance in a tertiary university hospital over a period of 5 years: An iterative process of information, training and feedback. J Clin Nurs. [Internet]. 2019 [acesso em 2020 Jan 1]; 28:912–9. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30357973.

Kilpatrick C, Bourqui L, Peters A, Guitart C, Allegranzi B, Pittet D. Hand hygiene: Sounds easy, but not when it comes to implementation. J Infect Public Health. [Internet].2019 May [acesso em 2020 Jan 1]; 12(3):301-3. Disponível em:10.1016/j.jiph.2019.04.008. Epub 2019 Apr 30.

French K. Tem articles on hand higyene innovation that have been reported in Journal of Hospital Infection. Journal of Hospital Infection. [Internet]. 2018 [acesso em 2020 Jan 1]; 100:242-4. Disponível em:10.1016/j.jhin.2018.07.045

Marra AR, Camargo TZS, Magnus TP, Blaya RP, Batista dos Santos G, Guastelli LR, et al. The use of real-time feedback via wireless technology to improve hand hygiene compliance. American journal of infection control. [Internet]. 2014 [acesso em 2020 Jan 1] ;42(6):608-11. Disponível em: 10.1016/j.ajic.2014.02.006

Gautschi N, Marschall J, Candinas D, Banz VM. Effect of music on surgical hand disinfection. J Hosp Infect. [Internet].2017 [acesso em 2020 Jan 1]; (95): 352-4. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28202191

Goerig T, Dittmann K, Kramer A, Diedrich S, Heidecke CD, Huebner NO. Infection control perception and behavior: a question of sex and gender? Results of the AHOI feasibility study. Infect Drug Resist. [Internet].2018 [acesso em 2020 Jan 1]; 4(11):2511-2519. Disponível em: https://doi.org/10.2147/IDR.S178922

Mackrill J, Dawson C, Garvey B, Gould D. Exploring new approaches to improve hand hygiene monitoring in healthcare. Infection, Disease & Health. [Internet]. 2017 [acesso em 2020 Jan 1] ;22(1):21-27. Disponível em: https://doi.org/10.2147/IDR.S178922

Kelly JW, Blackhurst D, McAtee W, Steed C. Electronic hand hygiene monitoring as a tool for reducing health care–associated methicillin-resistant Staphylococcus aureus infection. American journal of infection control. [Internet]. 2016 [acesso em 2020 Jan 1]; 44(8):956-957. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.ajic.2016.04.215

Maia CS, Coradi FDR, Gallo LG, Araújo WN. Notificações de eventos adversos relacionados com a assistência à saúde que levaram a óbitos no Brasil, 2014-2016. Epidemiol. Serv. Saude. [Internet]. 2018 [acesso em 2020 Jan 1];27(2):e2017320. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/pdf/ess/v27n2/2237-9622-ess-27-02-e2017320.pdf

Barros MMA, Pereira ED, Cardoso FN, Antunes da Silva R. O enfermeiro na prevenção e controle de infecções relacionadas à assistência à saúde. Universitas: Ciências da Saúde. [Internet].2016 [acesso em 2020 Jan 1]; 14(1):15-21. Disponível em: https://www.publicacoesacademicas.uniceub.br/cienciasaude/article/viewFile/3411/3066

Publicado
2020-09-01
Seção
Artigos Originas - Promoção da Saúde