<b>Orientações a Cuidadores de Pacientes Hemiplégicos em Fase Aguda Pós-Episódio de Acidente Vascular Encefálico (AVE)

  • Fabiana Nonino CESUMAR
  • Márcia Regina Benedeti CESUMAR
  • Elisa Kreulich CESUMAR
Palavras-chave: Reabilitação, Cuidadores, Orientações, Rehabilitation, Caregivers, Guidelines.

Resumo

Hemiplegia é o sinal clássico da doença neurovascular cerebral e o de principal interesse dos terapeutas. Estima-se que ocorrem, mundialmente, cerca de 600.000 casos de acidente vascular encefálico por ano. Nesses casos, quanto mais cedo começar o tratamento melhor será o prognóstico, e um dos aspectos mais importantes para a reabilitação do paciente são as orientações fornecidas a ele e, principalmente, aos cuidadores. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência das orientações através de um questionário respondido pelos pacientes ou respectivos cuidadores. Os resultados mostraram que nos aspectos alimentação, socialização, higiene pessoal e necessidade de realizar fisioterapia os cuidadores e o paciente estão sendo bem orientados, porém nos aspectos disposição do quarto e posicionamento correto as orientações são poucas. Conclui-se que as orientações fornecidas são de fundamental importância para a recuperação do paciente.

Biografia do Autor

Fabiana Nonino, CESUMAR
Docente do departamento de Fisioterapia do Centro Universitário de Maringá – CESUMAR; Fisioterapeuta especialista. E-mail: fabiananonino@yahoo.com.br
Márcia Regina Benedeti, CESUMAR
Docente Mestre do departamento de Fisioterapia do Centro Universitário de Maringá – CESUMAR; Fisioterapeuta. E-mail: mrbenedeti@brturbo.com.br
Elisa Kreulich, CESUMAR
Fisioterapeuta graduada pelo Centro Universitário de Maringá – CESUMAR. E-mail: kreulich@hotmail.com
Publicado
2009-03-20
Seção
Artigos Originais