<b>Auto-Avaliação do Nível de Saúde em Estudantes de Educação Física

  • Thiago Ferreira de Sousa Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Indicador de saúde, Auto-avaliação de Saúde, Universitários, Health Indicator, Self-evaluation of Health, College Students.

Resumo

O objetivo foi identificar a associação entre a auto-avaliação do nível de saúde e os indicadores sócio-demográficos em estudantes de educação física da Universidade Estadual de Santa Cruz (Bahia, Brasil). Para tanto, foi realizado um estudo de corte transversal com as quatro turmas do curso. A auto-avaliação negativa de saúde foi investigada em relação às variáveis sócio-demográficas (sexo, faixa etária, turma e renda). Estatística descritiva, testes de qui-quadrado e qui-quadrado para tendência foram utilizados para um valor de p < 0,05. A auto-avaliação negativa de saúde foi referida por 14,3% dos estudantes, sendo a maioria do sexo feminino (17,8%). Em termos gerais, verificou-se associação estatística somente entre a auto-avaliação de saúde e o ano de entrada no curso (p=0,037). Por sexo, não foram identificadas associações entre as variáveis investigadas. Apesar das limitações do presente estudo, constatou-se que as mulheres, indivíduos com maior nível socioeconômico e conhecimento acerca de aspectos relacionados à saúde avaliaram seu nível de saúde negativamente.

Biografia do Autor

Thiago Ferreira de Sousa, Universidade Federal de Santa Catarina
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC; Integrante do Grupo de Pesquisa em Atividade Física e Saúde – GPAF da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC. E-mail: tfsousa_thiago@yahoo.com.br
Seção
Artigos Originais