Análise qualitativa do aleitamento materno com o uso do software IRAMUTEQ

Suzely Adas Saliba Moimaz, Marcelo Augusto Amaral, Aline Maria Malachini Miotto, Iris do Céu Clara Costa, Cléa Adas Saliba Garbin

Resumo


Objetivou-se analisar a fala de gestantes sobre o aleitamento materno e aprofundar os fatores envolvidos no desmame precoce. Trata-se de uma pesquisa qualitativa realizada com uma amostra de 22 gestantes de 18 a 40 anos e período gestacional de 12 a 36 semanas. Foram realizados três grupos focais com a participação de moderador, observador e seis a nove gestantes, empregando-se um roteiro com questões norteadoras. Os discursos foram gravados, transcritos e os conteúdos textuais processados no software IRAMUTEQ e analisados pelas técnicas de Classificação Hierárquica Descendente, Análise de Conteúdo, Análise de Similitude e Nuvem de Palavras. Foram observadas 10.587 ocorrências de palavras, sendo 1.583 formas distintas. Destas, foram encontradas 289 palavras equiparadas por meio de Classificações Hierárquicas Descendentes e que resultaram em cinco categorias: causa do desmame, ansiedade e medo, conflito, enfrentamento e intenção de amamentar. Conclui-se que há intencionalidade por parte das gestantes para a prática do aleitamento materno, contudo, as análises lexicográficas do corpus textual demonstraram negação ao ato de amamentar e as possíveis causas para desmame precoce.

Palavras-chave


Aleitamento materno; Pesquisa qualitativa; Software

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1983-1870.2016v9n3p567-577

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1983-1870 Impressa
ISSN 2176-9206 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.