Arrendamento de pequenas propriedades para a agroindústria canavieira: fatores influenciadores e perspectivas para a região Noroeste de São Paulo

Palavras-chave: Escritórios de desenvolvimento rural, Expansão canavieira, Impactos ambientais da cana, Produtor rural

Resumo

A indústria canavieira está em expansão no Estado de São Paulo e parte da ocupação de novas áreas ocorre devido ao arrendamento de terras. Este trabalho buscou analisar os fatores que influenciam o interesse dos pequenos produtores rurais a arrendarem suas propriedades, relacionando isso ao avanço do cultivo da cana-de-açúcar nos Escritórios de Desenvolvimento Rural de Jales e Fernandópolis, São Paulo. A pesquisa é classificada como descritiva e quantitativa e, para coleta de informações, utilizou-se um formulário aplicado a 373 proprietários rurais, com dados avaliados pela análise fatorial exploratória. Os resultados demonstram que a maioria dos entrevistados é do sexo masculino e aposentados, com baixo nível de escolaridade, sendo a principal mão de obra utilizada a familiar, com a renda dos que arrendam terras sendo superior a 4,0 salários mínimos. Constatou-se que 41,00% produtores rurais estão se desfazendo de suas propriedades para a indústria sucroalcooleira. A análise possibilitou a identificação de cinco fatores, explicando a maior parte das variações das medidas originais, indicando um bom nível de representação dos dados. Os fatores relacionados ao arrendamento são a rentabilidade, impactos ambientais, caracterização, origem da empresa rural e a utilização de mão de obra externa, e, por último, a qualidade de vida. Apesar de todos os cinco fatores influenciarem, o principal motivo que leva ao arrendamento das pequenas propriedades é o fator rentabilidade, com variância explicada de 37,39%, indicando que esse tipo de ação produz rendimentos vantajosos para o proprietário, o que leva a cessão das terras. Dessa maneira, é evidente que sem a melhoria na rentabilidade dos produtores rurais, continuará ocorrendo a transferência de terras para a indústria canavieira, levando a transformações na estrutura agrária da região através do avanço dessa monocultura.

Biografia do Autor

Ademir Kleber de Oliveira, Universidade Uniderp
Prof. Dr. Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, Universidade Anhanguera (Uniderp), Campo Grande (MS), Brasil.
Edy Carlos Santos Lima, Universidade Anhanguera - Uniderp
Discente, Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, Universidade Anhanguera (Uniderp), Campo Grande, Campo Grande (MS), Brasil
Rosemary Matias, Universidade Anhanguera - Uniderp
Profa. Dra. Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, Universidade Anhanguera (Uniderp), Campo Grande, Campo Grande (MS), Brasil.
José Carlos Pina, Universidade Anhanguera - Uniderp
Discente, Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, Universidade Anhanguera (Uniderp), Campo Grande, Campo Grande (MS), Brasil.

Referências

ANJOS, F. S.; CALDAS, N. V.; POLLNOW, G. E. Menos mulheres, menos jovens, mais incertezas. A transição demográfica no Brasil Rural Meridional. Revista de Extensão Rural, Santa Maria, v. 21, n. 2, p. 94-116, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2318179610453

ARAUJO JÚNIOR, E. A. S. Debate sobre a teoria da renda da terra no contexto agrícola, urbano e atual no Brasil. Cadernos Metrópoles, São Paulo, v. 22, p. 705-728, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/2236-9996.2020-4903

ARTES, R. Aspectos estatísticos da análise fatorial de escalas de avaliação. Revista de Psiquiatria Clínica, São Paulo, v. 25, n. 5, p. 223-228, 1998. Disponível em: http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/r255/conc2. Acesso em: 15 mar. 2021.

BEZERRA, G. J.; SCHLINDWEIN, M. M. Agricultura familiar como geração de renda e desenvolvimento local: uma análise para Dourados, MS, Brasil. Interações, Campo Grande, v. 18, n. 1, p. 3-15, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S151870122017000100003&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 12 nov. 2020.

BIANCHINI, V. Vinte anos do PRONAF, 1995-2015: avanços e desafios. Brasília: SAF/MDA, 2015. Disponível em: http://atividaderural.com.br/artigos/568ba26e514e2.pdf. Acesso em: 12 nov. 2020.

BOSCARDIN, M.; CONTERATO, M. A. As mudanças nos padrões sucessórios e suas implicações no destino das propriedades entre agricultores familiares no norte do Rio Grande do Sul. Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro, v. 25, n. 3, p. 671-695, 2017. DOI: https://doi.org/10.36920/esa-v25n3-9

BRASIL. Lei nº 8629, de 25 de fevereiro de 1993. Dispõe sobre a regulamentação dos dispositivos constitucionais relativos à reforma agrária, previstos no Capítulo III, Título VII da Constituição Federal. Diário oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 1993.

BROWN, T. A. Confirmatory factor analysis for applied research. 2ª ed. New York: The Guilford Press, 2015. 462p.

CALDAS, N. V.; ANJOS, F. S.; BEZERRA, A. J. A. Agricultura familiar e previdência social: implicações de uma política pública no Rio Grande do Sul. Raízes, João Pessoa, v. 30, p. 84-99, 2010. DOI: https://doi.org/10.37370/raizes.2010.v30.100

CAMARA, M. R. G.; CALDARELLI, C. E. Expansão canavieira e o uso da terra no estado de São Paulo. Estudos Avançados, São Paulo, v. 30, n. 88, p. 93-116, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142016.30880008

CAMARANO, A.; ABRAMOVAY, R. Êxodo rural, envelhecimento e masculinização no Brasil: panorama dos últimos cinquenta anos. Texto para Discussão, n. 621. IPEA: Rio de Janeiro, 1999. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_ content&view=article&id=3929. Acesso em: 10 out. 2020.

CAMPOS, N. L.; CLEPS JUNIOR, J. Territorialização do capital estrangeiro no setor sucroenergético de Minas Gerais. Campo-Território: Revista de Geografia Agrária, Uberlândia, v. 15, n. 36, p. 169-198, 2020. DOI: https://doi.org/10.14393/rct153607

CASTRO, E. G. Entre ficar e sair: uma etnografia da construção social da categoria jovem rural. Rio de Janeiro: Contra Capa, FAPERJ, 2013. 432p.

CASTRO, L. F. P. Dimensões e lógicas do arrendamento rural na agricultura familiar: um estudo de caso. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, Maringá, v. 10, n. 2, p. 437-457, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10n2p437-457

CATI. Coordenadoria de Assistência Técnica Integral. Levantamento censitário das unidades de produção agropecuária do estado de São Paulo - Lupa 2007/2008. 2008. Disponível em: http://www.cati.sp.gov.br. Acesso em: 21 jun. 2018.

CLEPS JÚNIOR, J.; SOUZA, A. G. A territorialização da produção agroindustrial canavieira na Mesorregião do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba. Horizonte Científico, Uberlândia, v. 6, p. 1-22, 2012. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/horizontecientifico/article /view/7267. Acesso em: 21 jun. 2018.

ESCHER, F.; SCHNEIDER, S.; SCARTON, L. M.; CONTERATO, M. A. Caracterização da pluriatividade e dos plurirrendimentos da agricultura brasileira a partir do Censo Agropecuário 2006. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 52, n. 4, p. 643-688, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-20032014000400002

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P. Manual de Análise de Dados: Estatística e Modelagem Multivariada com Excel®, SPSS® e Stata®. São Paulo: GEN LTC, 2017. 2049p.

FERRANTE, V. L. S. B.; BARONE, L. A. “Parcerias” com a cana-de-açúcar: tensões e contradições no desenvolvimento das experiências de assentamentos rurais em São Paulo. Sociologias, Porto Alegre, v. 13, n. 26, p. 262-305, 2011. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-45222011000100011

FIGUEIREDO FILHO, D. B.; SILVA JUNIOR, J. Á. Visão além do alcance: uma introdução à análise fatorial. Opinião Pública, Campinas, v. 16, n. 1, p. 160-85, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-62762010000100007

FOGUESATTO, C. R.; ARTUZO, F. D.; LAGO, A.; MACHADO, J. A. D. Fatores relevantes para a tomada de decisão dos jovens no processo de sucessão geracional na agricultura familiar. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, v. 37, p. 15-28, 2016. Disponível em: http://www.ipardes.gov.br/ojs/index.php/revistaparanaense/issue/view/59. Acesso em: 12 mai. 2021.

FONSECA, J. S.; MARTINS, G. A. Curso de estatística. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2011. 320p.

FONSÊCA, M. V. R.; LOURENZANI, W. L.; BERNARDO, R.; LOURENZANI, A. E. B. S. Expansão da cana-de-açúcar e as mudanças no uso da terra no Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) de Tupã - SP. Espacios, Caracas, v. 36, n. 1, p. 1-5, 2015. Disponível em: https://www.revistaespacios.com/a15v36n01/15360105.html. Acesso em: 15 mar. 2021.

FROEHLICH, J. M.; RAUBER, C. C.; CARPES, R. H.; TOEBE, M. Êxodo seletivo, masculinização e envelhecimento da população rural na região central do RS. Ciência Rural, Santa Maria, v. 41, n. 9, p. 1674-1680, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-84782011005000124

G1 RIO PRETO E ARAÇATUBA - TV TEM. Onça-parda é encontrada em telhado de casa e mobiliza policiais em Jales. 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/sp/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2020/11/03/onca-parda-e-encontrada-em-telhado-de-casa-em-bairro-de-jales.ghtml. Acesso em: 13 mai. 2021.

GUEDES, A. C.; CAZELLA, A. A.; CAPELLESSO, A. J. Arrendamento de terras: a heterogeneidade de atores sociais no meio oeste catarinense. Campo-Território: Revista de Geografia Agrária, Uberlândia, v. 14, n. 34, p. 255-284, 2019. DOI: 10.14393/RCT143411

HAIR, J. F.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L.; BLACK, W. C. Análise multivariada de dados. 6ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2009. 688p.

IEA. Instituto de Economia Agrícola. Mecanização na colheita da cana-de-açúcar. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br. Acesso em: 13 jun. 2020.

INÁCIO, J. B.; SANTOS, R. J. A expansão da cana-de-açúcar nos territórios de produtores tradicionais do Triângulo Mineiro - MG. Revista Percurso, Maringá, v. 3, n. 2, p. 167-195, 2011. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/Percurso/article/view/49505. Acesso em: 13 jun. 2020.

INCRA. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Tamanho das propriedades rurais. Disponível em: http://www.incra.gov.br/tamanho-propriedades-rurais. Acesso em: 24 jul. 2018.

INPE. Projeto CANASAT: monitoramento da cana-de-açúcar via imagens de satélite. Disponível em: http://www.dsr.inpe.br/laf/canasat/index.html. Acesso em: 1 nov. 2018.

ISMAEL, L. L.; ROCHA, E. M. R. Estimativa de contaminação de águas subterrâneas e superficiais por agrotóxicos em área sucroalcooleira, Santa Rita/PB, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 24, n. 12, p. 4665- 4675, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-812320182412.27762017

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia científica. 7a ed. São Paulo: Atlas, 2010. 311p.

LANDAU, E. C.; CRUZ, R. K.; HIRSCH, A.; PIMENTA, F. M.; GUIMARÃES, D. P. Variação geográfica do tamanho dos módulos fiscais no Brasil. Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2012. 199p.

LOURENZANI, W. L.; CALDAS, M. M. Mudanças no uso da terra decorrentes da expansão da cultura da cana-de-açúcar na região oeste do estado de São Paulo. Ciência Rural, Santa Maria, v. 44, n. 11, p. 1980-1987, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20140186

MALHOTRA, N. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 7ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2019. 772p.

MAPA. Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Produção de açúcar e etanol safra 2017/2018. Disponível em: http://www.agricultura.gov.br. Acesso em: 5 jun. 2019.

MARIN, J. O. B. Pronaf Jovem: as disjunções entre o ideal e a real. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 58, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/1806-9479.2020.187438

MATTE, A.; SPANEVELLO, R. M.; LAGO, A.; ANDREATTA, T. Agricultura e Pecuária Familiar: (des)continuidade na reprodução social e na gestão dos negócios. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, Taubaté, v. 15, n. 1, 2019. Disponível em: https://www.rbgdr.net/revista/index.php/rbgdr/article/view/4317. Acesso em: 11 mai. 2021.

MDIC. Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Estatística de comércio exterior. Disponível em: http://www.mdic.gov.br. Acesso em: 26 jun. 2019.

MEZAROBA, S. F.; DETONI, V. M. C. Proteção à pequena propriedade rural: impenhorabilidade como princípio de ordem pública. Perspectiva, Erechim, v. 41, n. 154, p. 27-38, 2017. Disponível em: https://www.uricer.edu.br/site/pdfs/perspectiva/154_621.pdf. Acesso em: 09 mai. 2021.

PERES, M. A. C. Velhice e analfabetismo, uma relação paradoxal: A exclusão educacional em contextos rurais da região Nordeste. Revista Sociedade e Estado, Brasília, v. 26, n. 3, p. 631-661, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-69922011000300011

PIGNATI, W. A.; SOUZA E LIMA, F. A. N.; LARA, S. S.; CORREA, M. L. M.; BARBOSA, J. R.; LEÃO, L. H. C.; PIGNATTI, M. G. Distribuição espacial do uso de agrotóxicos no Brasil: uma ferramenta para a Vigilância em Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 22, n. 10, p. 3281-3293, 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-812320172210.17742017

PINTO, R. Arrendamento e parceria agrícola tornaram-se um grande vilão no Estado de São Paulo. Disponível em: http://www.udop.com.br/index.php?item=noticias&cod=1150229. Acesso em: 05 mai. 2021.

REBELATO, M. G.; MADALENO, L. L.; RODRIGUES, A. M. Análise do desempenho ambiental das usinas sucroenergéticas localizadas na Bacia Hidrográfica do Rio Mogi Guaçu. Engenharia Sanitária Ambiental, Rio de Janeiro, v. 21, n. 3, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-41522016126712

REDIN, E. O jovem rural conquistando o seu espaço: um [re]olhar sobre as questões sociais. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 4, n. 2, p. 3768-3771, 2009. Disponível em: http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/9246/6437. Acesso em: 05 mai. 2021.

REDIN, E.; SILVEIRA, P. R. C. Juventude rural: experiências e perspectivas. In: SANTOS, V. F.; VELA, H. A. G.; SILVEIRA, P. R. C. (org.). Educação rural no mundo contemporâneo. Santa Maria: UFSM, 2012, v. 1. p. 175-208.

REYBON, B.; POSTAL, A. M. Agronegócio sucroenergético: acesso à terra ou acesso à cana? Os diferentes modelos de negócio e os impactos na gestão empresarial. In: BÜHLER, E. A.; GUIBERT, M.; OLIVEIRA, V. L. (org.). Agriculturas empresariais e espaços rurais na globalização: abordagens a partir da América do Sul. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2016. p. 192-216. Estudos rurais séries.

ROVIERO, A. Estudo dos pequenos produtores e fornecedores de cana e terra para as usinas de açúcar e álcool do interior paulista: o caso da região central do Estado de São Paulo. REDD - Revista Espaço de Diálogo e Desconexão, Araraquara, v. 8, n. 1 e 2, p. 1-5, 2014. DOI: https://doi.org/10.32760/1984-1736/REDD/2014.v8i2.6909

SAA. Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Escritório de Desenvolvimento Rural - EDR. 2016. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/banco/distrib.php. Acesso em: 12 jul. 2017.

SILVA, C.; SIMIONI, F. J.; TALAMINI, E. Fatores determinantes da renda de famílias rurais do município de Painel - SC. Teoria e Evidência Econômica, Passo Fundo, ano 15, n. 32, p. 35-54, 2009. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rtee/article/view/4745. Acesso em: 13 ago. 2018.

SOARES, I. F.; MELO, A. C.; CHAVES, A. D. C. G. A agricultura familiar: Uma alternativa para o desenvolvimento sustentável no município de Condado - PB. INFOTECNARIDO, Mossoró, v. 3, n. 1, p. 56-63, 2009. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/ INTESA/article/view/456/477. Acesso em: 13 ago. 2018.

VERÍSSIMO, T. O.; MATOS, P. F. Aumento do arrendamento da microrregião geográfica de Ituiutaba (MG) para a produção de cana-de-açúcar. Espaço em Revista, Catalão, v. 17, n. 1, p. 18-30, 2015. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/34569/20996. Acesso em: 14 fev. 2019.

VUELMA, A. Análise das causas do arrendamento ou venda de terras nos assentamentos rurais do município de Abelardo Luz - SC. 2018. 129f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Francisco Beltrão, 2018. Disponível em: http://tede.unioeste.br/handle/tede/ 4210. Acesso em: 21 out. 2019.

WISSMANN, M. A.; SHIKIDA, P. F. A. Impactos econômicos, ambientais e sociais da agroindústria canavieira no Brasil. Revista Desenvolvimento, Fronteiras e Cidadania, Ponta Porã, v. 1, n. 1, p. 134-160, 2017. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php /fronteiracidadania/article/view/2178. Acesso em: 13 mai. 2021.

ZAGO, N. Migração rural-urbana, juventude e ensino superior. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 21, p. 61-78, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782016216404

Publicado
2022-03-31