<b>Estudos Preliminares Sobre Mediação

  • Judith Aparecida de Souza Bedê Cesumar
  • Lissa Cristina Pimentel Nazaret Ferenc Cesumar
  • Ivan Aparecido Ruiz Cesumar
Palavras-chave: Justiça, Métodos Alternativos, Mediação, Esboço Evolutivo, Justice, Alternative Methods, Mediation, Evolution Draft, Justicia, Métodos alternativos, Mediación, Bosquejo evolutivo.

Resumo

O ressurgimento dos antigos meios alternativos de solução de conflitos, entre eles, a mediação, tem tornado a experiência doutrinária um exercício dialético de aplicação do direito ao caso concreto. O sucesso, obtido em vários países da América Latina, Estados Unidos e Europa, além do Brasil, fez reavivar o instituto e as noções de convivência e justiça, tão caras ao direito. A mediação, pela via da valorização do aspecto emocional e psicológico, e partindo de uma concepção de atuação reflexiva, opõe-se à tradição adversarial, e propõe o diálogo entre os indivíduos, a fim de concretizar a justiça. O presente artigo pretende mostrar, brevemente, os caminhos seguidos pelo instituto da mediação, tido como um aliado da justiça real.

Biografia do Autor

Judith Aparecida de Souza Bedê, Cesumar
Mestranda em Direitos da Personalidade no Cesumar, professora da graduação em Direito na mesma instituição, licenciada em Letras, Advogada em Maringá.
Lissa Cristina Pimentel Nazaret Ferenc, Cesumar
Mestranda em Direitos da Personalidade no Cesumar, Advogada em Maringá.
Ivan Aparecido Ruiz, Cesumar
Pós-doutor em Direito Educacional e Mestre e Doutor em Direito das Relações Sociais, na Linha de Direito do Trabalho, todos pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP; Avaliador “ad hoc” da SESU/MEC e do INEP; Docente pesquisador do Programa de Mestrado em Direito do Centro Universitário de Maringá - CESUMAR.
Publicado
2008-07-01
Seção
Doutrinas