<b>Walking Restores the Reproductive Function of Female Rats from Reduced Litters, a Classical Model of Obesity / Caminhada Restaura a Função Reprodutiva de Ratas Vindas de Ninhadas Reduzidas, um Modelo Clássico de Obesidade

Palavras-chave: Exercise, Obesity, Reproduction / Exercício, Obesidade, Reprodução

Resumo

As physical activity is a significant aid against obesity and its complications, this work was planned to assess the consequences of litter size reduction, a classical model of obesity, and treadmill walking on the reproductive function of adult female rats. Female rats were raised in reduced (three puppies, NR) or conventional (nine puppies, NC) litters during lactation, with free supply of chow after weaning. Some of the rats of each group were not exercised (sedentary, S) while some were subjected to treadmill walking (exercised, E). Litter size reduction increased biometric parameters (body weight, Lee index, weight/length ratio and adiposity) significantly (p<0.05, two-way ANOVA). Only one regular estrous cycle, a high number of cystic follicles (28) and irregular ovarian morphology were recorded in the sedentary rats (NR-S). These rats, when mated, did not procreate. Treadmill walking had a significant effect on most of the biometric parameters (p<0.05, two-way ANOVA). The exercised female rats (NR-E) had reproductive function similar to those of the NC groups: 14 regular estrous cycles, 16 puppies, and 16 cystic follicles. In the reduced-litter female rats, walking since early life preserved estrous rhythmicity and fertility, which were impaired in the sedentary reduced-litter females. RESUMO: Como a atividade física é um auxiliar significativo contra a obesidade e suas complicações, este trabalho foi planejado para avaliar as consequências da redução da ninhada, um modelo clássico de obesidade, e da caminhada em esteira sobre a função reprodutiva de ratas adultas. As ratas foram criadas em ninhadas reduzidas (três filhotes, NR) ou convencionais (nove filhotes, NC) durante a lactação, com alimentação livre após o desmame. Algumas ratas de cada grupo não foram exercitadas (sedentárias, S), enquanto algumas foram submetidas a caminhada em esteira (exercitadas, E). A redução da ninhada aumentou significativamente (p<0,05, two-way ANOVA) os parâmetros biométricos (peso corporal, índice de Lee, relação peso/comprimento e adiposidade). Apenas um ciclo estral regular, um alto número de folículos císticos (28) e morfologia ovariana irregular foram registrados nas ratas sedentárias (NR-S). Essas ratas, quando acasaladas, não procriaram. A caminhada em esteira teve efeito significativo sobre muitos dos parâmetros biométricos (p<0,05, two-way ANOVA). As ratas exercitadas (NR-E) tiveram função reprodutiva similar àquelas dos grupos NC: 14 ciclos estrais regulares, 16 filhotes, e 16 folículos císticos. Nas ratas das ninhadas reduzidas, a caminhada desde antes da vida adulta preservou a ritmicidade estral e a fertilidade, que estavam corrompidas nas fêmeas sedentárias de ninhadas reduzidas.

Biografia do Autor

Elizete Rosa dos Santos, UEM
técnica do laboratório de fisiologia do Departamento de Ciências Fisiológicas. Especialista em Fisiologia Humana pela UEM
Glaucia Midori Sakakima
Especialista em Fisiologia Humana pela UEM
Maria Montserrat Diaz Pedrosa, UEM
graduaçao, mestrado e doutorado em Ciências Biológicas - biologia celular; docente do departamento de ciências fisiológicas da UEM
Publicado
2014-12-17
Seção
Artigos Originais