<b>Abatedouros de Frangos e o Avanço da Conscientização Ambiental em Relação ao Sistema de Gestão Ambiental

  • Daniel Mantovani Universidade Federal do Paraná
  • Marcos Lúcio Corazza Universidade Federal do Paraná
  • Solange Canevesse Mantovani Universidade Tecnológica do Paraná
  • Eliane Rodrigues dos Santos Gomes Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Medianeira
  • Lúcio Cardozo Filho Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Agroindústrias, Educação Ambiental, Crescimento Econômico

Resumo

O potencial brasileiro em relação à produção de proteína animal é enorme e, ao longo das últimas décadas, veio em crescente ascensão até chegar ao topo da cadeia produtora mundial de frangos, que vem proporcionando um estímulo à economia nacional e geração de empregos, trazendo novos horizontes para este segmento. Uma das principais exigências dos importadores internacionais é com a qualidade do produto final, consumível, que se integra à cadeia de frangos, e o comprometimento com a natureza, que é um desafio não apenas para o setor de proteína animal, mas para todas as cadeias alimentícias. Desta forma, o objetivo do presente estudo é focado neste segmento, pela necessidade em conhecer o perfil das agroindústrias e aplicação do sistema de gestão ambiental (SGA) com estudo voltado ao conhecimento e à análise de decisão sobre a real necessidade, ou não, de implantar um sistema de gestão ambiental, no formato de atender as necessidades de seus clientes e o cumprimento legal da legislação ambiental. Alguns dos fatores negativos observados foram a falta de esclarecimento das agroindústrias em relação às suas estações de tratamento de efluentes, uma vez que a legislação no abate de animais é bem regulamentada, com uma fiscalização rígida formada por órgãos governamentais municipais, estaduais e federais resultando na aplicação de multas e na apuração de responsabilidade criminal sobre os danos causados ao meio ambiente.

Biografia do Autor

Daniel Mantovani, Universidade Federal do Paraná
Discente pela Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal do Paraná - UFPR; E-mail: danieluns@yahoo.com.br
Marcos Lúcio Corazza, Universidade Federal do Paraná
Docente pela Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal do Paraná - UFPR; E-mail: corazza@ufpr.br
Solange Canevesse Mantovani, Universidade Tecnológica do Paraná
Pós-Graduada em Gestão Ambiental em Municípios; E-mail: solangekane@gmail.com
Eliane Rodrigues dos Santos Gomes, Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Medianeira
Docente pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR/MD; Departamento de Engenharia Ambiental; E-mail: elianeead@gmail.com
Lúcio Cardozo Filho, Universidade Estadual de Maringá
Docente pela Pós-Graduação em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá - UEM; E-mail: cardozodequem@yahoo.com.br
Publicado
2012-04-27
Seção
Meio Ambiente